Por que vale a pena investir na renovação de frotas de caminhões?

A renovação de frotas de caminhões para uma empresa de transportes pode garantir mais competitividade e segurança para as entregas. Esse tipo de cuidado, aliás, pode contribuir tanto para aumentar a eficiência dos serviços quanto para reduzir custos. Realizar uma gestão eficiente e estratégica de veículos pesados é essencial.

No Brasil, existem cerca de dois milhões de caminhões em circulação — mais de 200 mil com mais de três décadas de uso. A idade média dos veículos (entre leves e pesados) é de 10 anos.

A constatação está na pesquisa realizada pelo Sindicato Nacional da Indústria de Componentes (Sindipeças). O que justifica esse cenário e qual é o momento ideal para realizar a troca de veículos antigos por novos, ou mesmo de investir em manutenção especializada?

Descubra, neste artigo, a importância de realizar a renovação de frotas de caminhões. Saiba ainda qual é o melhor caminho para colocar em prática essa atualização, sem prejudicar a saúde financeira do seu negócio.

Renovação de frotas de caminhões: quando investir?

A gestão de caminhões, que serve de norte para a troca da frota dos veículos, pode ser realizada a partir de vários critérios. A análise deve partir da avaliação da verba disponível, assim como a identificação de possíveis problemas nos caminhões da empresa — e a relação custo-benefício entre manter a frota atual ou partir para uma atualização.

Outro ponto a ser avaliado é o impacto ambiental causado por um caminhão com mais de 30 anos em circulação. Uma pesquisa da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) aponta que um caminhão com mais de três décadas de vida despeja na atmosfera mais gases do que uma frota de 40 caminhões novos.

Seja como for, existem alguns pontos na avaliação de um caminhão que são prioritários nessa análise e que vão contribuir diretamente para a competitividade de uma transportadora. Continue a leitura e saiba mais!

Segurança dos caminhoneiros

A segurança dos caminhoneiros é um ponto crítico para qualquer empresa de gestão de frotas. Se valorizada, ela garante mais robustez ao direcionar profissionais para rotas longas. Além disso, minimiza riscos de acidentes.

Veículos modernos contam com recursos de segurança que previnem acidentes como os que são causados por fadiga e veículos em pontos-cegos do automóvel. Assim, a empresa pode manter um fluxo de trabalho com mais continuidade, afinal, acidentes graves não serão parte da sua rotina.

Custos com manutenção

A manutenção é algo crítico para a gestão de frotas. Aquelas que são feitas sem previsibilidade causam prejuízos e reduzem a disponibilidade das frotas. Ao mesmo tempo, impactam negativamente nos indicadores de produtividade.

Veículos modernos tendem a precisar menos de manutenção. Como eles são fabricados com processos mais robustos, as chances de uma peça quebrar são reduzidas. Além disso, algumas opções do mercado contam com sensores que ajudam na identificação de possíveis problemas e na aplicação de manutenções mais inteligentes.

Desvalorização da frota atual

A desvalorização também é um fator que deve ser considerado. O ideal é que as empresas utilizem os veículos sempre ao longo de uma vida útil média de cinco anos. Assim, é possível aproveitar ao máximo o investimento e trocar a frota quando ela ainda tem um bom preço de revenda.

Diante disso, gestores de frota devem se atentar à desvalorização dos veículos. Avaliar o melhor momento para trocar a frota deve ser uma preocupação contínua e orientada por fatores como a desvalorização. Assim, você pode maximizar o retorno obtido com os investimentos.

Tipo de negócio e o tempo de rodagem

A depender do modelo de negócios da empresa, a depreciação pode ser maior ou menor do que cinco anos, então, é interessante considerar esse fator na hora de calcular a depreciação e identificar o momento certo de fazer a troca. Ao mesmo tempo, não deixe de avaliar o tempo de rodagem da frota, uma vez que isso impacta diretamente no valor de revenda do veículo.

Quais são os fatores que orientam a renovação de frotas de caminhões?

A renovação de frotas de caminhões pode ser orientada por vários fatores. Independentemente do que fez a sua empresa escolher essa rota, é importante avaliar o melhor planejamento para escolher os veículos mais adequados.

Confira, a seguir, os três passos mais importantes na hora de renovar a sua frota!

Planeje-se financeiramente

Esse é um ponto crítico para qualquer renovação de frotas. Entender como a estrutura financeira da empresa se encontra e o que fazer para atingir um resultado é um passo básica da rotina de gestão de negócios de sucesso. Isso garante à empresa a habilidade de construir um futuro sem riscos de imprevistos.

O planejamento é fundamental. Ele reduz riscos financeiros, não coloca a saúde do negócio em uma situação delicada e dá mais segurança para estruturar a escolha.

Considere a importância da tecnologia na gestão de frotas

A tecnologia embarcada nos novos caminhões é um fator de grande importância na gestão de frotas. Além da segurança do motorista e do trânsito, que são pontos primordiais, deve-se levar em consideração a segurança da carga.

Sistemas de rastreamento contribuem para um melhor gerenciamento do veículo, permitindo, além de uma proteção extra, a redução de custos a partir da análise de dados, rotas e desempenhos.

Um caminhão novo não deve ser encarado como um gasto, mas como um investimento na melhoria das entregas da sua empresa.

Faça uma análise detalhada dos custos com manutenção

Para saber se é hora de trocar um caminhão, é preciso avaliar quanto está sendo gasto com serviços de manutenção. Esse número pode ser comparado ao valor de mercado do veículo, a partir dos preços encontrados na Tabela FIPE.

Com esse dado, analise se a manutenção corresponde a mais de 10% ou, no máximo, 20% do preço médio do veículo, já descontados os benefícios aplicados na hora da compra desse caminhão.

Cada tipo de negócio apresenta uma demanda muito específica. A durabilidade de um caminhão utilizado para distribuição de cargas é de, em média, oito anos. Para um veículo no qual é empregada maior rodagem, esse tempo de uso diminui consideravelmente.

Vantagens: por que renovar a frota de caminhões?

Renovar a frota de caminhões na hora certa reduz o risco de acidentes e pode trazer as vantagens das tecnologias embarcadas, além de reduzir os gastos com muitas manutenções.

Seja para o caminhoneiro, seja para o empresário, existe uma série de vantagens que podem ser um fator decisivo na escolha pela troca da frota. Veja só:

  1. gastos altos e constantes com a manutenção da frota;
  2. caminhões parados por defeitos ou problemas constantes;
  3. veículos defasados, carentes de tecnologias de navegação ou dirigibilidade;
  4. barulhos excessivos que comprometam a saúde do caminhoneiro;
  5. alto consumo e baixa performance, prejudicando as entregas;
  6. frotas que não estejam adequadas às demandas apresentadas na empresa.

Os seis pontos apresentados reforçam que, além da manutenção, é importante analisar se a frota da empresa está alinhada às reais necessidades do negócio. Deve ser o caso de avaliar se existem outros modelos de caminhões que são mais adequados às demandas, ou mesmo se é o caso de reduzir o número de veículos para investir em alta tecnologia.

Agora que você já sabe em qual momento renovar a frota de caminhões, descubra como aproveitar os incentivos que podem impactar na decisão!

Benefícios: como fazer uma compra segura e vantajosa?

O estudo “Caminhoneiros do Brasil – Autônomos e Empregados de Frota“, realizado pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) — Caminhoneiros no Brasil —, aponta que veículos com mais de 17 anos faturam até 30% menos do que o encontrado em um caminhão com média de um ano de uso. Esse fator é vinculado ao menor peso PBT (peso bruto total) e à menor taxa de rodagem.

Uma opção que é muito benéfica para uma investimento planejado é a escolha de um consórcio para caminhões. Ele pode ser empregado até mesmo para a compra de um caminhão usado.

Essa, aliás, é uma maneira de renovar a frota sem que isso impacte de maneira muito drástica no orçamento da empresa. Busque veículos usados de boa qualidade e aproveite a oferta de condições mais atrativas, bem como as parcelas mais baixas.

Nesse contexto, a Bamaq pode ser a sua parceira para a aquisição de um novo veículo por meio do consórcio. Nossos planos são flexíveis e alinhados com o perfil de quem precisa de segurança para investir na sua frota. Assim você poderá garantir que sempre terá um veículo moderno para atender as suas demadnas.

A modalidade de compra de caminhão por meio de uma poupança coletiva faz com que seja possível organizar o fluxo de caixa da empresa para, no momento mais adequado, realizar esse investimento planejado.

Renovar a frota de caminhões é a escolha para o empresário que deseja mitigar os riscos e custos de trabalhar com um veículo antigo. O consórcio ajuda a resolver essa demanda porque:

  • tem pouca burocracia;
  • não exige entrada;
  • algumas taxas são isentas;
  • não tem juros.

Como a carta de crédito de um consórcio pode ser corrigida pela inflação, isso evita problemas com alterações nos valores dos veículos escolhidos. Outra vantagem é que, com o consórcio, é possível adequar os seus planos e, se preciso, reajustar a escolha do caminhão de acordo com o perfil da sua empresa no momento da aquisição.

Neste post, você pôde conferir como é importante fazer a renovação de frotas de caminhões. Avalie as possibilidades, as categorias e veja quais são as especificações que podem oferecer benefícios ao seu negócio. Informe-se sobre a possibilidade de entrar em um consórcio para fazer essa transição de maneira totalmente planejada.

Quer saber mais sobre consórcio e dicas de planejamento financeiro? Assine a nossa newsletter e receba dicas exclusivas diretamente no seu e-mail!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.