Saiba como sair do vermelho? Leia o texto e confira.

Muitas pessoas querem comprar um carro ou a casa própria, mas acabam sempre adiando a concretização desse desejo porque estão completamente endividadas. Esse é o seu caso? Então, está mais que na hora de aprender como sair do vermelho e colocar as suas finanças em ordem para realizar os seus objetivos e melhorar a sua qualidade de vida.

O acúmulo de dívidas tira o sono de qualquer um, pois gera uma série de multas e juros que se tornam uma bola de neve. Se o indivíduo que está nessa situação não tomar nenhuma atitude para revertê-la o quanto antes, a tendência é que fique com o seu nome sujo na praça, além de perder oportunidades de fazer investimentos no seu bem-estar.

Para a elaboração deste post, conversamos com Juliano Miranda, Consultor de Vendas Externas de Consórcio da Bamaq. Listamos, aqui, dicas certeiras para se livrar das dívidas. Confira!

Quais são as dificuldades de uma pessoa com dívidas?

Segundo uma pesquisa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), 66,3% dos brasileiros terminaram o ano de 2020 endividados. A principal dificuldade dessas pessoas está justamente no seu equilíbrio financeiro, pois uma grande quantidade de dívidas faz com que nunca sobre dinheiro para guardar ou fazer investimentos do seu interesse, como participar de um consórcio.

Nos casos mais graves, o endividamento também pode fazer com que você tenha problemas até mesmo para honrar as contas fixas, como aluguel, transporte, alimentação, água, luz, internet etc. Como resultado, as dívidas só crescem. Muitas vezes isso acontece porque, para tentar sanar essa questão, a pessoa recorre a empréstimos de amigos e familiares ou de instituições bancárias.

Além disso, a saúde de uma pessoa com dívidas também tende a ser afetada, pois ela fica estressada, preocupada, ansiosa e perde o sono — fatores que prejudicam a sua convivência e relacionamentos em casa e no trabalho, diminuem a produtividade e a capacidade de concentração ao longo do dia. Tudo isso, junto, pode levar a problemas mais graves, como a depressão.

O que impede que você saia do endividamento?

Você já chegou a pensar que quanto mais tenta sair das dívidas, mais acaba se endividando? Provavelmente isso deve estar acontecendo porque você está cometendo erros que agravam ainda mais a sua situação. É fundamental aprender a identificar comportamentos que possam estar lhe sabotando e, posteriormente, trabalhar para corrigi-los.

Para Juliano Miranda, as compras por impulso (sem qualquer tipo de planejamento financeiro), a busca por linhas de créditos mais baratas (com juros mais baixos para pagar a dívida com juros mais altos) e a falta de conhecimento financeiro estão entre os erros mais comuns que impedem que as pessoas se livrem das dívidas, fazendo com que elas se arrastem por anos.

Diante disso, o Consultor de Vendas Externas de Consórcio da Bamaq ressalta que as pessoas precisam aprender a fazer contas e somar os valores que devem ser pagos por determinado produto ou serviço ao final do plano contratado. Em alguns casos, o consumidor se empolga com o preço baixo da parcela, não considera os juros que estão embutidos e termina pagando o dobro do valor do produto.

Como o planejamento financeiro ajuda a sair do vermelho?

O descontrole e a falta de perspectivas para as suas finanças é uma combinação bombástica e que favorece o endividamento. Nesse cenário, o planejamento financeiro surge com um grande aliado, visto que ajuda as pessoas a terem mais controle sobre o seu dinheiro e faz com que elas aprendam a gastá-lo de maneira inteligente e responsável.

“Por meio dele você poderá adquirir seus bens ou serviços com taxas mais baixas, sem se endividar, às vezes comprando até à vista. Conhecimento financeiro é o sucesso para o aumento de patrimônio”, diz Juliano Miranda. Quando o lado financeiro está equilibrado, fica mais fácil realizar os seus objetivos de vida.

Para que o seu planejamento financeiro seja bem-sucedido, é essencial montá-lo de uma forma estruturada. Segundo o Consultor de Vendas Externas de Consórcio, a primeira coisa a se fazer é planilhar todos os seus gastos, o que dá uma visão ampla de onde os seus recursos estão sendo empregados.

“A partir daí, é necessário cortar gastos desnecessários, como compras de alimentos por apps, ir ao supermercado antes de se alimentar e economizar no consumo de energia elétrica. Caso for adquirir um veículo ou um imóvel, deve-se analisar e fazer contas, comparando todas as opções disponíveis no mercado, considerando a sua real necessidade daquela compra”, acrescenta Juliano.

Com o auxílio das planilhas, podemos avaliar e perceber os valores que estavam sendo empregados em coisas supérfluas e que, portanto, podem ser poupados. No decorrer do tempo, a realização desse planejamento vai se tornar um hábito e você poderá comprovar os seus benefícios, como a redução das dívidas e dinheiro sobrando na sua conta.

Por que o consórcio é uma boa solução para adquirir bens e investimentos?

Se você está pensando em comprar um carro ou imóvel, mas quer evitar dívidas que saiam do seu controle e possam gerar problemas futuramente, a melhor forma de fazer isso é por meio do consórcio — modalidade em que a pessoa paga um boleto mensal e pode acompanhar, mês a mês, a evolução dos pagamentos.

O consórcio é considerado uma boa solução para começar a realizar os seus sonhos. “Primeiramente, por não pagar juros e não ter que se descapitalizar com entradas. A partir do consórcio, você pode escolher um plano com um valor de parcela que não comprometa mais que 30% dos seus rendimentos. Assim, você planeja a compra de seus bens sem se endividar”, completa Miranda.

Na hora de se tornar um consorciado, é crucial buscar uma administradora de consórcio responsável e segura, como a Bamaq, que permite ao consumidor contratar um plano que esteja dentro das suas possibilidades financeiras, com taxas bem mais baixas que as praticadas no mercado, além de ter como diferencial uma consultoria do início ao fim do contrato.

“O cliente tem toda uma assessoria durante seu plano de consórcio. Caso ocorra algum contratempo, ele poderá diminuir o valor de sua carta de crédito, pagando uma parcela mais baixa”, afirma o Consultor de Vendas Externas de Consórcio.

Agora que você sabe como sair do vermelho, terá mais cuidado com o seu dinheiro e poderá investi-lo em coisas que realmente tragam retorno financeiro ou mais conforto para si e para os seus familiares. Sem dívidas e os problemas que estão associados a elas, há mais facilidade para comprar aquele carro ou apartamento na praia que você sempre quis.

Quer investir o seu dinheiro de forma segura? Entre em contato com a Bamaq e conheça as nossas soluções em consórcio!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.